10 de ago de 2008

Dia dos Pais!

Não sei o que tem acontecido comigo, há dias que eu estou tentando escrever alguma coisa pro blog e não estou conseguindo, pensei até em apelar pra Mafalda de novo, mas desisti. Ontem passei a tarde inteira e uma parte da noite sentada na frente desse computador tentando escrever alguma coisa, mas não consegui, então quando eu estava perto de enlouquecer eu lembrei que dia seria hoje, então decidi deixar pra escrever hoje, afinal alguma coisa tinha que sair.
Ontem fiquei esperando acordada até meia noite para dar o feliz dia dos pais a meu pai e depois fui dormir, hoje acordei um pouco mais tarde, dei um beijo nele e entreguei o presente que ele parece ter gostado. A gente almoçou comida chinesa no shopping e depois fomos ao cinema assistir o filme da Múmia. Foi assim o dia dos pais até agora.
Acho que aqui no blog todo mundo já sabe que eu agora tô morando com ele, no inicio eu achei que não ia ser fácil a convivência, mas sinceramente está sendo muito melhor do que eu esperava. A gente está se dando muito bem e eu tô muito feliz por isso.
Hoje eu não quero falar muita coisa, só queria que meu pai soubesse que eu o amo muito e que estou muito feliz aqui com ele.
Pai, obrigada por tudo e feliz dia dos Pais!

Te amo muito!



_____________________________________________
P.S.: Quem quiser saber um pouco sobre meu pai, fiz um post sobre ele aqui no blog em Abril.
P.S.2: Hoje ainda vou comer uma lasanha que ele fez, deliiiicia!!!=D
P.S.3: Queria muito agradecer a Barbara Barbosa pelo texto que ela postou no blog (Like Sybil) em minha homenagem!!! =D=D

2 comentários:

Diego! disse...

Que bom essa coisa de dia dos Pais.
Ficava meio chateado no passado com essa data. Hoje aprendi a simplesmente ignorar. Sinto-me melhor assim.
Mas...mesmo assim agradeci a minha mãe pela coragem de mãe solteira.Só não teve presente.
Afinal, são muitas datas para ela no ano, e eu sou um estagiário.rs

abraço

Belle disse...

Dam,

Infelizmente temos que saber conviver com as diferenças...e taí o grande desafio da vida. Ninguem tem obrigação de se enquadrar ao nosso modo de vida e pensamento, e exatamente por isso que te digo que por mais dificil que seja a convivência com seu pai, é necessário respeitar a diferença existente entre vcs...E cada um vive no seu quadrado, claro que com algumas inserções momentâneas.

Bisous...Cherry!