28 de abr de 2010

Padrão

Já conheço todos os habituais sintomas.

Me arrumo cuidadosamente, saio mais cedo de casa porque não aguento de ansiedade e quando finalmente encontro o que procuro, prendo a respiração, o coração bate mais rápido, os meus pés não conseguem ficar presos ao chão, meu anel não fica no lugar e eu não consigo parar de estalar os dedos. Aí vem a bendita frase: É ele!

Depois de um tempo eu canso dos saltos, o coração nem bate mais tão rápido assim, dou uma trégua para os meus dedos (nada de estalos), meus pés já não sentem tanta necessidade de ficar fora do chão e a respiração nem se abala. Ele não precisa fazer nada de errado, basta passar algum tempo.

Mas ainda que as emoções desapareçam, eu continuo tentando me convencer de que vai dar certo, até eu conseguir encontrar uma desculpa (totalmente ridicula!) para me justificar comigo mesma e todo o sentimento acaba ainda mais rápido do que começou.

Isso não vai mudar...

Admito, cansei dele!=/

23 de abr de 2010

( )

Me acostumei tanto a escrever sobre amores, paixões e sentimentos, que quando eu tento escrever sobre alguma coisa diferente não sai nada.
Queria contar das minhas trapalhadas, mas elas não tem mais graça; queria contar dos meus amigos, mas a gente tá sem histórias; queria até contar de amor, mas não tenho nenhum.
Mas não se preocupem, ao contrário do que parece, a minha vida não está triste, ela só está chata! Nada acontece, nada muda, é tudo igual.
Esses dias eu estava pensando em uma coisa que me desse um ânimo e cheguei a conclusão de que o que eu preciso é de um sentimento novo. Um sentimento que me tire dessa rotina, que me dê vontade de sair de casa, de ver as pessoas, que me dê um motivo pra sair da cama sem pedir que o dia acabe logo, que me devolva minha autoconfiança, que faça eu me sentir mais leve, que me dê vontade de sorrir de tudo e de nada. Quero uma coisa que me complete, ando me sentindo tão metade.

" Eu não quero tudo de uma vez, eu só tenho um simples desejo... "

Continuo esperando o realejo me trazer a sorte.

9 de abr de 2010


Parecia que o tempo tinha parado desde a última vez em que eu estive ali. Tudo estava igual.
Crianças correndo pela rua, mulheres sentadas na porta de casa conversando com as vizinhas, homens bebendo e rindo no boteco da praça, um pai olhando um filho brincar no velotrol, três pessoas jogando dominó debaixo da árvore e o rio corendo manso ao fundo.
Nada mudou.
Eu tive a sensação de que finalmente eu estava voltando para a vida real, pra minha vida real. Só ali eu consigo viver cada momento e cada detalhe.
Em Salvador é tudo muito rápido, muito misturado, é dificil perceber os pequenos detalhes do dia-a-dia, é como se eu entrasse em uma espécie de transe e me colocasse no piloto automático, eu posso ver uma mesma coisa todos os dias sem me dar conta de que ela está lá.
Quando eu voltei pra tranquilidade e simplicidade daquela cidadezinha, eu saí do piloto automático e fiquei muito satisfeita por saber que continua tudo nos seus devidos lugares. Ou pelo menos quase tudo, faltou meu avô me esperando na sala...


Acabou o fim de semana e eu tive que voltar pra casa, liguei meu piloto automático e voltei a minha velha rotina, mas guardando em mim cada pedacinho desse pequeno paraíso.

3 de abr de 2010

Em homenagem a páscoa


Eu tinha escrito um texto ontem pra postar aqui mas, dadas as circunstâncias, acho que ele pode ficar pra amanhã ou depois!!!rs



Um texto de Luis Fernando Verissimo:



 - Papai, o que é Páscoa?
- Ora, Páscoa é... bem..... é uma festa religiosa!

- Igual ao Natal?
- É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressureição.
- Ressurreição?
- É, ressurreição.. Marta , vem cá !
- Sim?
- Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu   jornal.
- Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi
o   que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado.
Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu ?
- Mais ou menos... Mamãe, Jesus era um coelho?
- O que é isso menino?
Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! 
Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge, esse menino não pode
crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo  menos aos domingos.  Até
parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele solta
uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe!  Amanhã mesmo vou
matricular esse moleque no catecismo!
- Mamãe, mas o Papai do Céu não é Deus ?
- É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Você vai estudar isso no
catecismo. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.
- O Espírito Santo também é Deus?
- É sim.
- E Minas Gerais?
- Sacrilégio!!!
- É por isso que a ilha de Trindade fica perto do Espírito Santo?
- Não é o Estado do Espírito Santo que compõe a Trindade, meu filho, é
o Espírito Santo de Deus. É um negócio meio complicado, nem a mamãe
entende direito. Mas se você perguntar no catecismo a professora
explica tudinho!
- Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa ?
- Eu sei lá ! É uma tradição. É igual a Papai Noel, só que ao invés de
presente ele traz ovinhos.
- Coelho bota ovo ?
- Chega ! Deixa eu ir fazer o almoço que eu ganho mais !
- Papai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa ?
- Era... era melhor,sim.... ou então urubu.
- Papai, Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, né ?
- Que dia ele morreu ?
- Isso eu sei: na Sexta-feira Santa.
- Que dia e que mês?
- (???) Sabe que eu nunca pensei nisso ? Eu só aprendi que ele morreu na
Sexta-feira Santa e ressuscitou três dias depois, no Sábado de Aleluia.
- Um dia depois!
- Não três dias depois.
- Então morreu na Quarta-feira.
- Não, morreu na Sexta-feira Santa... ou terá sido na Quarta-feira de
Cinzas? Ah, garoto, vê se não me confunde!
Morreu na Sexta mesmo e ressuscitou no sábado, três dias depois! Como? Pergunte à sua professora de catecismo!
- Papai, porque amarraram um monte de bonecos de pano lá na rua?
- É que hoje é Sabado de Aleluia, e o pessoal vai fazer a malhação do
Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.
- O Judas traiu Jesus no Sábado ?
- Claro que não ! Se Jesus morreu na Sexta !!!
- Então por que eles não malham o Judas no dia certo ?
- Ui...
- Papai, qual era o sobrenome de Jesus?
- Cristo. Jesus Cristo.
- Só ?
- Que eu saiba sim, por quê?
- Não sei não, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo
Coelho. Só assim esse negócio de coelho da Páscoa faz sentido, não
acha?
- Ai coitada!
- Coitada de quem?
- Da sua professora de catecismo!



                                                Feliz Páscoa para todos! ^^