20 de fev de 2009

Comunicação familiar


Isso é que um exemplo de comunicação familiar...
Agora é assim que minha mãe me chama pra jantar!!! ;)
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

18 de fev de 2009

Festa do Bonfim – Muritiba (15/02/2009)

Acordamos tarde e saímos pra comprar a camisa do bloco e como era de se esperar, não encontramos. Tínhamos que ter deixado tudo pra ultima hora (¬¬’).
Mas festa é festa e resolvemos ir assim mesmo, na pipoca do Jagunça.
Empurra empurra, as meninas parando de repente pra dançar ( fazendo todo mundo se bater ), um cachorro perdido em meio as pernas, um garoto com uma espada de plástico na mão e muita confusão.
E eu ali, bem no meio do povo, ouvindo Filipe dizer: Veste o personagem, Dani!
Bom, vesti o tal personagem e quando dei por mim estava atrás do trio, ouvindo uma banda de pagode, com uma lata de Skol na mão, aprendendo a dançar a música que tava tocando (me recuso a dizer qual era).
No fim do percurso o trio parou e misturou todo mundo, a banda continuava tocando. Encontramos uns amigos do meu irmão e ficamos por lá. Me juntei com as meninas, aprendi os passos da música e ficamos lá dançando até a banda finalmente parar.
Depois disso fomos pra casa, tomamos banho, comemos alguma coisa e saímos rumo a mais uma festa. Sim, Nara Costa na praça. Não cheguei a tempo de ver a rainha do arrocha, mas pulei muito com uma banda de axé que tocou depois.
Apesar de tudo, me diverti MUITO!!! O dia foi no mínimo engraçado (e inesquecível!)...rs

12 de fev de 2009

"Se amanhã não for nada disso
Caberá só a mim esquecer
O que eu ganho, o que eu perco
Ninguém precisa saber"
*
*
*
'Pois que seja fraqueza então...

5 de fev de 2009

Perdoa meu amor, esse nobre vagabundo.

Pois é, no inicio a iludida era ela, agora sou eu!
Iludida por essa tal “liberdade”, por poder fazer qualquer coisa sem me importar com nada e com ninguém. Tive que aprender na marra que, por mais que eu não goste da idéia, o que os outros pensam e falam de mim é importante sim e que não adianta pensar e viver só o agora quando se tem um monte de conseqüências pra encarar e um futuro cheio de arrependimentos pela frente. Não vale a pena viver por um segundo de alegria e prazer, se os próximos anos serão de mágoa e dor.
Não vou dizer que mudei porque isso seria uma mentira, mas penso nisso todos os dias e todos os dias tento encontrar forças pra mudar, mas a falta de coragem me vence, é tão mais fácil deixar tudo como está...
Mas eu não quero e não vou deixar as coisas assim. Um belo dia eu resolvo mudar...


E esse dia TEM que ser logo!


______________
Escrito em 02/02/2009

4 de fev de 2009

Pobre moça

Iludida. Deitada em sua cama, pensando nele, com a certeza de que ele também está pensando nela. Enquanto isso ele está na frente do computador dizendo a outra o quanto ela é importante, que aquela menina não significa nada pra ele, que ela nem chega aos seus pés e que quer recomeçar.
Pobre moça, se ela soubesse não teria dado aquele risinho debochado, não teria tanta segurança de que agora ele é seu. Pode ter até seu corpo e suas palavras, mas o coração dele pertence a outra, aquela que ele amou durante tanto tempo e que o amava também
Mas por um vacilo da outra ele finalmente resolveu prestar mais atenção nela, resolveu dar um chance pra que ela também tentasse fazer ele feliz. Talvez ela nem tenha notado essa mudança, mas só agora ele resolveu ser dela de verdade.



______________
Escrito em 31/01/2009

3 de fev de 2009

Mais uma vez fez planos e mais uma vez deu errado. Ela simplesmente não se controla, tem que planejar.
Planejou viajar, rever os amigos, cuidar do avô, arrumar seus livros, tocar teclado, só não planejou que isso acontecesse bem naquele dia.
Tinha feito outros planos para aquele dia, era pra ter um presente com um significado especial e uma carta, mas agora não faz mais o menor sentido.
Quando se deu conta de que data era aquela, passou tanta coisa pela sua cabeça. Há exatamente um ano era ela que estava lá. Comida chinesa, cinema, shopping e uma festa de noite. E agora tem outra no lugar que era dela. Não que ainda faça alguma diferença, mas querendo ou não, as lembranças e pensamentos são inevitáveis.
Esse ano ela fez diferente, deu um passeio, fez uma visita, organizou os livros e afastou essas lembranças. Isso não importa mais. Ela está feliz e ele também, é só o que interessa agora.


__________________________________________
Feliz aniversário!




Escrito dia 31/01/2009