14 de jan de 2010

São anos de amizade e anos de brigas também, algumas mais intensas e outras que a gente esquece dois minutos depois. Perdi as contas de quantas vezes eu disse "cansei", "agora já chega", "eu nunca mais quero te ver" ou "suma da minha vida", mas no fim você nunca sumia, nunca nos cansamos de verdade, a gente não tem um limite, vamos brigar sempre e nos perdoar sempre. Não é que a gente não dê certo ou que nunca se ajeite, o nosso jeito é assim e isso não vai mudar.
Passei muito tempo achando que ia mudar você ou que eu ia mudar um pouquinho pra fazer isso dá certo, mas nenhuma das opções vai acontecer. Você vai continuar me fazendo perder o controle e gritar com você, eu vou sempre te irritar o suficiente pra me dizer coisas que me magoam e no fim vamos fazer as pazes e ter um breve momento de trégua.
É complicado, como você mesmo diz, as vezes saem faíscas quando a gente se encontra, tem horas que quero te matar ou só arrancar alguns dentes com um soco (e sei que é reciproco), mas no fim a gente sempre acaba em algum lugar com a galera, um violão e muitas risadas. No final sempre dá tudo certo e que continue assim...


E até o próximo round! =D

Um comentário:

Rα i sα ~ disse...

advinha quem fica no meio do fogo cruzado? um dia EU vou arrancar vários muitos dentes de vocês dois com um soco, sabe? isso se eu não matá-los.