24 de nov de 2009

24/09/2009

Abriu os olhos ainda meio tonta e pensou seriamente em passar o resto do dia na cama até tudo passar. Mas lembrou de todas aquelas coisas por fazer, reuniu todas as suas forças e foi tomar banho. Enquanto estava no chuveiro tentou reorganizar os pensamentos e aos poucos foi lembrando tudo o que tinha acontecido e de onde tinha vindo toda aquela dor de cabeça.

Copos vazios, pontas de cigarro, pessoas formando um circulo, outras esparramadas em um sofá. Todas aquelas coisas que ela um dia havia condenado tanto, de repente se tornaram tão atrativas aos seus olhos, uma espécie de glamour decadente com direito a esmalte descascado e marca de batom no cigarro.

Enquanto deixava a agua escorrer por seus cabelos, tentou remontar metalmente exatamente o que tinha acontecido na noite anterior, lembrou dos garotos, dos espelhos, dos chocolates e das cadeiras; lembrou das risadas, das lágrimas, do medo e da excitação; das mãos, dos lábios e dos tremores.

E enquanto se vestia, com as pernas ainda bambas, pensou: Merda de cachaça! Nunca mais volto lá...

4 comentários:

Dan Souza disse...

Quase acho que preciso de uma Luna pra mim.

Dan Souza disse...

Quase acho que preciso de uma Luna pra mim.

Dan Souza disse...

oi! Essa que postou aí em cima foi Rai!¬¬'

Rα i sα ~ disse...

é, eu disse isso.
mas hoje eu quase acho que Luna Mendes sou eu =O