9 de abr de 2009

' Esqueci no piano as bobagens de amor



Mentiras sinceras deixaram de me interessar e coisas como “você é linda” ou “adoro seu jeitinho” não me dizem mais nada. Já acreditei em todas essas besteiras e no fim era sempre a mesma coisa, descobria que era tudo mentira, tanto as palavras deles, quanto o que eu sentia.
Sempre tive dificuldade em me apaixonar até pelas mais belas mentiras, mas nos últimos dias eu tinha decidido que já era hora de me apaixonar de novo. Passei a olhar os meninos como 'possível futura paixão', mas nenhum me atraía, graça nenhuma. Continuei procurando, mas tudo que eu consegui foram beijos sem sabor e uma grande sensação de vazio. Resolvi esquecer a história e tirar umas férias de sentimentalidades
e ter um tempo meu. *
Continuo tão vazia quanto antes, mas prefiro assim, melhor do que preencher esse vazio com meias verdades e me arrepender depois.

.
.

*Será que agora eu fui clara?

.

À bientôt!

3 comentários:

Rα i sα ~ disse...

'tudo parece maior
mas é melhor ficar sozinha
que é pra não ficar pior'

é assim? não sei. mas é como a gente sempre sente ... vou confessar, irmã, que eu ando respirando mais que o normal e gostando bastante de meias mentiras [que são mais gostosas que as 'meias-verdades' ... rs]. as coisas simplesmente são e acontecem quando de fato a gente precisa ou está 'pronta' pra elas. é, tô sabendo que é o clichê dos clichês, mas é verdade. quando primeirodeabril passar, você vai ver, as paixões serão verdade. ou não serão paixões.

'o eterno, ou não dá'

te amo.

vitoria disse...

adorei seu blog!
vc escreve super bem!
parabéns

Izabelle disse...

"Mentiras sinceras me interessam"... Às vezes é muito bom acreditar nas mentiras, e qdo são sinceras podem até passar a serem verdadeiras. Se apaixonar é tão bom, mas necessariamente não precisa ser por pessoas, ou melhor, meninos. Se apaixone por qualquer coisa, desde que te traga a tão almejada felicidade.

Permita-se!!!

Au revoir!