18 de mar de 2009

Desventuras em série

Parte 1:


Sabe aqueles dias em que você tem certeza que não deveria ter saído de casa? Pois bem...
Hoje, por algum motivo, eu não ouvi a m*rda do despertador tocar, quando acordei já eram 6:40, ou seja, eu jamais chegaria a tempo no trabalho. Levantei correndo, tomei um banho rápido e saí, quando cheguei na porta de casa, meu ônibus tava passando, corri atrás do ônibus, mas não funcionou, ele me deixou lá. Resolvi então pegar um ônibus pra o Campo Grande e de lá eu pegava um ônibus pra Nazaré, era mais rápido, pelo menos foi o que achei.¬¬’
O primeiro ônibus que passou, eu entrei, nada de estranho na trajetória, até que eu percebi que não era bem no campo grande que eu estava e sim no Comércio. O homem que tava sentado do meu lado disse pra eu descer no ponto, subir a ladeira e pegar um ônibus lá em cima, que era mais fácil.
Ok! Desci no ponto (um cheiro de peixe horroroso!) e subi a tal ladeira (nem me perguntem como eu cheguei lá em cima, pq nem eu sei!), cheguei lá e perguntei onde eu tava: Barbalho (Eu estava praticamente fazendo turismo em Salvador)
O ponto era subindo outra ladeira, pois bem, vamos subir a tal ladeira (beeeem menor, gralças a Deus!). O ônibus demorou alguns minutos e quando finalmente passou, estava lotaaado, não dava nem pra uma mosca passar voando entre as pessoas. Decidi esperar outro, passou um que também tava cheio, mas com algum esforço consegui chegar lá na frente na hora em que estava chegando no meu ponto.
Desci e fui pro meu trabalho, quando cheguei, cansada, atrasadíssima, com crise de riso (essas coisa só acontecem comigo e com Tereza, tenho certeza!!!rsrs*); sente e tirei o sapato (sim, ainda tinha isso). Eu nunca tinha visto tantos calos em um pé só e um dor absurda. Resultado, passei o resto do dia trabalhando descalça pra recuperar meus pés.
Era ou não era pra eu ter continuado dormindo em casa
???rs



_______________________________________________
* Eu, Tereza e Rai!rs

2 comentários:

Rose Mary disse...

Ó, irmã ... posso dar uma de Pollyanna? Tudo isso quer dizer que você tem um emprego, coisa mais feliz do mundo :D
... quando a gente for morar junta (yn), eu não te deixo acordar atrasada (e tu idem, viu?rs) e a gente ainda vai ter um carro: ônibus nunca mais! rs
Ah, e as crises de riso no momentos mais bacanas também acontecem pra mim. Terrível!

Te amo :*

Rα i sα ~ disse...

aff ... comentei no perfil de mamais :$