3 de abr de 2008

"Dez Coisas que Levei Anos Para Aprender

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa.
2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.
5. Não confunda nunca sua carreira com sua vida.
6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.
7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".
8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".
9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o AMOR existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim... e que valeu a pena!"



Luís Fernando Veríssimo"

5 comentários:

Victor Moraes, disse...

Postei essa frase no meu blog, e quando vim aqui, vi que ela se encaixa com o desfecho desse texto.


“A vida é uma simples letra de alfabeto;
não tem nenhum sentido sozinha.
Precisa fazer parte de frases”

αmαndα' disse...

eu realmente fiquei sem palavras.

Dan Souza disse...

É...
parece que aprendi algumas coisas importantes, como por exemplo:

"8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".

;)

Rα i sα ~ disse...

Fica lendo a 9, viu?

Dan Souza disse...

Com vcs por perto, Verissimo nem precisava ter me ensinado essa nona...

Amo!