1 de fev de 2010

V

Passei muito tempo repetindo pra mim aquela mesma história, tomei coragem e contei a primeira pessoa, a mais confiável, porque se tudo desse errado eu podia desmentir. Assim que terminei de contar eu vi que seria incapaz de repetir pra mais alguém. Era mentira! Eu não cansei dele, eu não quero só ser amiga, eu quero abraçar e não soltar nunca mais, eu quero ele perto, quero ele preso, quero ele meu.
Já li e reli todos  os textos do blog e os melhores ainda são os que eu escrevi pra ele, são os mais bonitos, os mais sinceros, os meus preferidos.
As vezes eu até queria ter coragem de desistir, mas quando penso em ficar sem os abraços, sem os beijos, sem aquele olhar que eu tanto gosto, quando penso em tudo isso resolvo deixar o fim pra depois...


pelo menos por enquanto.

3 comentários:

Rα i sα ~ disse...

nesse eu comentei, eu juro.
dizia algo mais ou menos assim, ó:

EU NÃO ACHO GRAÇA.

Anônimo disse...

Não pensaria duas vezes em ter novamente em meus braços, pelo que você diz..

Anônimo disse...

Bonito e sincero. Algo especial.