8 de fev de 2010

Realejo

Nunca tinha pensado que ele fosse reaparecer, não daquele jeito. Já fazia muito tempo e não pensei que ainda sentiria alguma coisa quando o reencontrasse, mas por mais que o tempo tenha passado, parecia que nada tinha mudado, a vontade de ver, de ficar perto... 
Estava certa de que conseguiria passar uma tarde com ele e controlar todas aquelas emoções, mas a atração que sentia era muito mais forte e mesmo que continuasse tentando sabia que se ele talvez arriscasse um beijo eu não teria forças o suficiente pra recuar, queria tanto quanto ele e quando finalmente aconteceu, quando ele tocou de leve os meus lábios, eu retribui o que foi o beijo mais doce que já senti.
Depois daquele beijo eu esqueci do possível arrependimento e do motivo pelo qual eu não o tinha beijado antes, eu sabia que estava exatamente onde eu queria estar e com quem eu queria estar, só queria aproveitar cada minuto com ele do meu lado e foi o que eu fiz. Porque assim quando um de nós dois resolver sumir de novo eu não vou ter nada para me arrepender.

Será que a sorte virá num realejo?

5 comentários:

Rα i sα ~ disse...

e é só o que vale mesmo, irmã. a sorte que vem agora, o realejo que vemos agora. os arrependimentos e o depois nós resolvemos depois, né?

até que enfim eu comentei :D
#cínica

Dan Souza disse...

A sorte nem veio!!!rs

Victor Moraes, disse...

Os opostos se distraem

Dan Souza disse...

E os dispostos...
Bom, não houve...

Victor Moraes, disse...

...é por isso que eu parei por ali. rs