5 de fev de 2011

Sem Cor

E de repente tudo ficou meio cinza, meu quarto, o céu, o dia. Minha cabeça dói, meus olhos ardem e cada lágrima que escorre pelo meu rosto vem carregada de um sentimento que eu não sei explicar. O dia se arrasta lentamente enquanto eu reúno todas as minhas forças para sorrir e fingir que está tudo bem, mas no fim do dia, quando eu tenho que me encarar no espelho e me ver sozinha, sem ter a quem enganar , só me resta pegar um papel e colocar para fora tudo o que eu estou sentindo. Enquanto isso, eu olho pela minha janela e vejo os carros, as pessoas, os sorrisos e vida, sim, porque apesar de tudo ela tem que seguir.

E hoje eu só queria pegar toda essa confusão de sentimentos, misturar com um pouco de vodka vagabunda e beber tudo de vez.

" E quando eu não aguentar mais, vou chorar baixinho pra ninguém ouvir..."

Um comentário:

Adilson Guimarães disse...

Parece mesmo que fica tudo desbotado e sem graça, sem sal ;s